DEUSAS INKA

As Deusas Inka refletem a visão Inka de que todo o cosmos é composto de energia viva.

Os Q’eros, descendentes modernos dos Inka, continuam hoje a trabalhar e honrar as forças elementares da natureza que essas Deusas encarnam.

Os Q’eros também reconhecem Deusas que representam grandes forças da natureza, por exemplo, Pachamama é a Deusa da Terra.

Eles também trabalham com as divindades locais de sua área, com ruas, riachos e montanhas frequentemente representados por divindades individuais. Exemplos disso incluem Mama Simona, Veronica e Putukusi, os espíritos das montanhas conhecidos como Apus.

Há uma variedade de grafias diferentes para cada uma das deusas inka, pois o quíchua, o idioma principal dos inka, não foi anotado. Eu tentei incluir as variações mais comuns. É por isso que elas também são conhecidas como Deusas Incas.

Lista de deusas Inka

Aclla
Esse era o nome dado às virgens sagradas do sol entre os incas. Em tempos de emergências terríveis, eles voluntariamente sacrificaram suas vidas para apaziguar os deuses.

Chasca  – Deusa do amanhecer e do crepúsculo, ela é descrita como a bela donzela de cabelos ondulados. Chasca está ligado ao planeta Vênus e é o servo do Deus Sol Inti. Ela também protege as jovens donzelas. Para descobrir mais sobre outras deusas associadas a  crianças e adolescentes  , siga o link. A personificação inca do planeta Vênus. Chasca é um servo do sol. Ela foi homenageada como uma deusa do amanhecer e do crepúsculo, e a protetora especial de virgens e meninas jovens.

Copacati  – a deusa do lago. Sua adoração estava centrada em Tiahuanaco, perto do lago Titicaca. Ela é frequentemente representada por imagens de serpentes ou cobras e a lenda diz que afundou uma cidade inteira nas águas do grande lago.
Uma deusa inca do lago cuja adoração estava centrada em Tiahuanaco, perto do lago Titicaca. Diz-se que ela submergiu os templos dos outros deuses sob o lago.

Kilya
A deusa do casamento. Ela representava a lua, seu consorte era o sol.

Mama Allpa  – deusa da fertilidade andina, representada com seios múltiplos. O nome dela é traduzido do quíchua como “mãe da terra” ou “útero do mundo”. Para descobrir mais sobre  deusas  da fertilidade de outras partes do mundo, siga este link.
A deusa da colheita e da terra da mitologia Inca. Ela costumava ser retratada com muitos seios, indicando fertilidade e os poderes nutritivos da terra.

Mama cocha  – deusa do oceano, seu nome literalmente significa “mãe oceano”. Ela é uma fonte de saúde e fornecedora de alimentos. Ela às vezes é mostrada como uma deusa das baleias. Para os Q’eros, muitos dos quais nunca experimentarão o oceano, ela representa a maior expressão da energia viva da água. Deidades aquáticas menores que habitam rios e córregos são conhecidas como Phasi Runa. O nome dela também está escrito Mama Qocha. (“mãe do mar”) A deusa Inca do mar, fornecedora de peixes e protetora de pescadores e marinheiros. O deus supremo Viracocha é seu marido.

Mama Kuka  – A Deusa da coca, seu nome em quíchua significa “mãe coca”. Ela está associada à saúde e alegria. Na mitologia inca, Mama Kuka era originalmente uma mulher promíscua que foi cortada ao meio por seus muitos amantes. Do corpo dela surgiu a primeira planta de coca, cujas folhas são mastigadas para aumentar a energia e são usadas pelos padres andinos em oferendas rituais conhecidas como k’intus.

Mama Oello  – a deusa mãe dos Inka que ensinou as pessoas a girar e tecer. Transliterações alternativas incluem: Mama Ocllo e Mama Ogllo.  Filha do deus do sol Inti e da deusa da lua Mama Quilla, ela é a deusa mãe inca. Ela ensinou aos filhos, os incas, a arte da espionagem.

Mama Quillya  – Deusa da lua, ela é a protetora das mulheres e está ligada ao calendário que marca os horários de plantio das colheitas e o início dos festivais religiosos. Mama Quillya é a irmã e esposa do sol Deus Inti. Na arte, ela é retratada como um disco de prata com o rosto de uma mulher. Também conhecida como Mama Kilya. Descubra  Deusas da lua  de outras tradições. Mama Quilla (“Mãe Lua”, “Mãe de Ouro”) Ela é a deusa da lua Inca, filha de Viracocha (o deus criador) e esposa de Inti. Seu filho era Manco Capac I (o primeiro governante inca) e Mama Oello é filha dela. Seu representante na terra era a principal esposa do governante inca. Ela supervisionou os casamentos, o calendário e os dias de festa.

Mama Zara  – deusa do grão. Mama Zara está ligada à colheita de milho em particular. De fato, quando o milho se desenvolve em múltiplos crescimentos que se parecem com a cabeça e os membros das pessoas, eles estão vestidos com roupas finas. Esses “bonecos” são tratados como a manifestação da energia viva dessa deusa.

Pachamama  – Deusa da Terra e a mãe cósmica. Em quíchua, o nome dela se traduz como nossa mãe no espaço e no tempo. Para os Q’eros, ela é um ser vivo de quem depende nossa vida física. Ela também representa o elemento da terra. Pachamama também é a deusa dos terremotos.

Para saber mais sobre a cosmologia e a cura de Inkan, recomendo o site de  Elizabeth B Jenkins, uma professora incrível com quem tive o privilégio de treinar.

Aqui você encontrará informações sobre seus livros, cursos e viagens, bem como a fundação Wiraqocha que ela criou.

 

7 Nustas – 7 Deusas Andinas:

»» Mama Ocllo – primeira Nusta, Filha do Pai Sol e da Mãe Lua, ligada ao primeiro chakra.

Associada ao Lago Titicaca, ela é a energia da Deusa da Terra, facilita o enraizamento, restaura equilíbrio e prepara para receber as iniciações dos restantes ritos conectando com uma espiral de Luz desde o chakra da raiz ao chakra da coroa.

»» Doña Mujia – segunda Nusta, a Deusa / Espírito da Água. Mujia significa sereia… ligada ao segundo chakra,

O Arquétipo da Água que se liga ao Mundo inteiro. Traduz-se no deixar ir e também no florescer.

»» Mama Simone – terceira Nusta, Deusa da Ancestralidade, ligada ao plexo solar. Conecta com a linhagem feminina, com os ancestrais, com as nossas raízes e com a terra a que chamamos Lar.

»» Doña Teresa – quarta Nusta, Deusa da Harmonia e Suavidade , associada ao chakra do coração e permite precisamente abrir o Coração, limpar o que gravita à sua volta para permitir emoções puras… ver com os olhos do coração.

»» Maria Sakapana – quinta Nusta , é a Deusa da Comunicação e do Vento, ligada ao chakra da garganta, com o propósito de que libertemos o que nos impede de falar a verdade do EU.

»» –Huana Huaman Tikkla – sexta Nusta, conectada com o Templo da Visão Clara. É uma transmissão energética para abrir o terceiro olho, favorecer a intuição e a visão alargada do Mundo.

»» Tomasa Huaman Tikklasétima Nusta, irmã de Huana, é a Deusa da Liberdade. Uma iniciação de activação do chakra da coroa, de conexão com a nossa Consciência Superior, Quântica com os Reinos Superiores. Expande a ligação às Sete Irmãs, as Pleiades – segundo o povo Q´ero a maior parte dos seres humanos vem das Pleiades